Buscando ampliar o número de pessoas que chegam a cursar o ensino superior, as autoridades apostam em iniciativas para trazer novos alunos às universidades. O Programa Bolsa Universidade Manaus foi criado justamente com esse objetivo, fazer com que os manauaras pudessem ter acesso ao ensino superior.

Não somente poder cursar uma faculdade, mas também visando os benefícios futuros. Uma população com mais pessoas formadas e qualificadas melhora não somente a mão de obra e o intelecto, mas também ajuda na resolução de problemas sociais como a fome e o desemprego.

Como funciona o Bolsa Universidade Manaus

O programa possui uma funcionalidade bem especial. Apenas pessoas de banda renda podem participar. Outra condição é já ter concluído o ensino médio. Sendo assim, basta fazer a comprovação da baixa renda para se inscrever.

Diferente do FIES, onde o aluno financia a faculdade e paga posteriormente, em diversas parcelas, no PBU, a maneira de compensação é diferente.

O aluno deve prestar serviços sociais à comunidade. Ele poderá participar de projetos culturais, socioambientais, educacionais, esportivos, ou qualquer outro dentro desse âmbito.

Fica firmado um compromisso do indivíduo com a sociedade, através dessa participação em projetos sociais.

A bolsa é dividida em três categorias: integral, parcial 75% e parcial 50%. Para cada uma delas existe uma carga horária específica para cumprir e comprovar nos projetos sociais.

  • Integral (100%) – 16 horas de carga horária semanal em projetos
  • Parcial (75%) – 12 horas de carga horária semanal em projetos
  • Parcial (50%) – 8 horas de carga horária semanal em projetos

bolsas de estudos manaus

Como se inscrever

Para concorrer às vagas do Bolsa Universidade Manaus é preciso atender a alguns requisitos básicos. É necessário que o candidato seja brasileiro nato ou nacionalizado, tenha renda per capita de até um salário mínimo e meio (que está correspondendo a R$ 1.182 atualmente), morar na cidade de Manaus e ter concluído o ensino médio. Além disso, o candidato deve estar matriculado ou ter sido aprovado em vestibular em uma das universidades participantes do programa.

Não podem participar pessoas que já possuem certificado de um curso superior ou estejam matriculadas em universidades públicas. Quem utiliza benefícios como Prouni também não pode concorrer às vagas, a não ser que se desvincule.

Deve ser firmado um compromisso de participadas das atividades, programas e projetos executados pela prefeitura de Manaus, como forma de contrapartida ao benefício recebido.

A inscrição no Programa Bolsa Universidade Manaus é feita de forma online. O candidato deve acessar o portal, fazer o cadastro e a inscrição, dando todas as informações corretas. Dados, como o e-mail, devem ser de propriedade do candidato, para não ocorrer problemas de comunicação. Esse processo de inscrição dura 10 dias.

Após a inscrição concluída e confirmada, basta aguardar o resultado das listas de classificação.

Faculdades conveniadas ao Bolsa Universidade

Confira abaixo quais são atualmente as faculdades e universidades conveniadas ao programa Bolsa Universidade de Manaus.

  • Centro Universitário do Norte (Uninorte);
  • Universidade Nilton Lins;
  • Escola Superior Batista do Amazonas (Esbam);
  • Fundação Centro de Análise, Pesquisa e Inovação Tecnológica (Fucapi);
  • Faculdade Metropolitana de Manaus (Fametro);
  • Faculdade Boas Novas (FBN);
  • Faculdade La Salle;
  • Faculdade do Amazonas (IAES);
  • Ies Materdei;
  • Faculdade Martha Falcão DeVry;
  • Faculdade Salesiana Dom Bosco (FSDB) – unidades Centro e Leste.

Outras informações

É possível que mesmo com todos os critérios corretos o candidato não seja escolhido. Isso pode acontecer quando, em um curso, há pessoas com renda ainda menor. Se o número de inscritos for maior que a quantidade de bolsas, o indivíduo pode ser listado como reserva. Isso significa que apesar de ainda não contemplado, o candidato pode ser chamado em uma eventual segunda, terceira ou outras chamadas.

A duração da bolsa é correspondente ao tempo de duração do curso. O prazo só terá prorrogação em casos de extrema necessidade, tais como gravidez, doenças graves e serviço militar obrigatório.

Se por acaso o aluno precisar trancar a matrícula, antes deve solicitar, no setor de atendimento, a suspensão da bolsa. Isso só pode ser feito no primeiro bimestre do período letivo. A troca de curso também pode ser feita, desde que seja verificada, junto à universidade, a disponibilidade de vagas no novo curso desejado. Será feito uma análise no setor de atendimento do Bolsa Universidade para autorizar a mudança.

É obrigatória a contrapartida. Qualquer bolsista pode ser convocado para realizar algumas das atividades de projetos sociais dos órgãos municipais. O descumprimento da contrapartida ou falta de resposta às convocações pode ocasionar o desligamento do Programa Bolsa Universidade Manaus.

Você tem dúvidas sobre o programa? Deixe nos comentários para que sejam esclarecidos os questionamentos!